Baixe o custo do plano de saúde da empresa

O plano de saúde hoje já representa o segundo maior custo das empresas, sendo superado apenas pelo da folha de pagamento. O aumento dos planos empresariais foi muito superior ao da inflação oficial nos últimos anos e cada vez mais está difícil repassar esse aumento para os clientes pois nosso país está em crise há alguns anos.

Por isso, a melhor solução para continuar oferecendo plano aos colaboradores é adotar algumas medidas para baixar ou ao menos segurar o custo do plano de saúde empresarial. Vamos dar algumas sugestões sobre o que pode ser feito. Mas antes precisamos falar da natureza jurídica do plano de saúde.

 

Plano de saúde, benefício ou direito dos colaboradores / empregados?

É importante falarmos isso em primeiro lugar pois toda mudança feita em relação aos colaboradores pode acabar sendo questionada na Justiça do Trabalho, acarretando custos para a empresa.

Hoje a grande maioria dos juízes e Tribunais trabalhistas entende que a natureza jurídica do plano de saúde é de benefício e por isso, pode ser alterado pela empresa, não configurando um direito adquirido dos colaboradores/ empregados. Isso não significa dizer que jamais um determinado juiz poderá considerar o plano de saúde um direito mas não é esse o entendimento predominante atualmente.

Sendo o plano de saúde considerado um benefício, a empresa tem direito de adotar algumas medidas para barateá-lo até mesmo para que consiga continuar a oferece-lo para seus colaboradores. Vamos ver agora ver algumas dessas medidas que podem ser adotadas.

Fazer campanha para o uso racional do plano

Infelizmente muitos dos colaboradores utilizam mal o plano:

  • Só procuram atendimento de urgência/ emergência;
  • Vão a mais de um médico da mesma especialidade, ao mesmo tempo;
  • Pagam consultas adicionais aos médicos quando vão levar os resultados dos exames;
  • Deixam terceiros utilizarem suas carteirinhas do plano para consultas, etc.

O mau uso sempre contribui para a elevação do custo do plano de saúde e deve ser combatido pela empresa. Felizmente hoje muitas operadoras estão dando palestrar gratuitas para os colaboradores de seus clientes sobre o uso racional dos recursos do plano.

Verifique se a sua atual operadora ou a que você pretende contratar oferece esse serviço gratuito.

Fazer campanhas contra doenças crônicas

A prevenção de doenças crônicas é muito mais barata e eficaz do que o tratamento posterior. Diabetes, hipertensão e outras doenças crônicas minam a força de trabalho, geram muitas consultas e internações e no reajuste do plano empresarial contribuem muito para os grandes aumentos dele pois representam custos elevados para as operadoras.

Felizmente, também, hoje muitas operadoras estão dando palestras gratuitas para os colaboradores de seus clientes sobre a prevenção e o tratamento de doenças crônicas.

Rever abrangência do plano de saúde bem como onde a rede credenciada é mais necessária

Se o grosso da força de trabalho da empresa reside em uma mesma cidade e tem pouco ou nenhum deslocamento a serviço, além de fazer pouco sentido, representa um custo maior pagar um plano de saúde de abrangência nacional. Procure passar para um regional!

Da mesma forma, se o grosso dos colaboradores de uma empresa reside em uma determinada área geográfica de uma cidade, pode ser mais interessante pagar um plano de saúde com maior rede credenciada naquela área do que espalhado por toda a cidade ou concentrado em áreas com menor número de colaboradores residentes.

Nesse sentido, dependendo do caso da empresa, pode ser mais interessante ter diferentes planos para os diferentes níveis hierárquicos da empresa.

Adotar a coparticipação do plano

Adotando a coparticipação no plano de saúde empresarial, toda vez que o colaborador utilizar os serviços do plano ele pagará uma quantia módica por isso.

Essa é uma medida que costuma reduzir muito o mau uso do plano empresarial pois o colaborador “sente” em seu bolso que o plano tem custo, mesmo que módico.

Cobrar percentual do custo do colaborador

Talvez essa seja a última das medidas que a empresa deve adotar mas ela pode ser necessária para que a empresa continue a oferecer o benefício do plano de saúde.

Não se tornar um especialista em planos de saúde empresarial mas contar com os serviços de um bom consultor/ corretor de plano de saúde

Sua empresa existe no mercado porque presta um bom serviço para seus clientes em um determinado ramos econômico. Se ela tiver que se tornar especialista em planos de saúde empresariais quase com certeza estará perdendo um pouco do foco que a fez crescer e tornar conhecida.

Procure contar com os serviços de um consultor/ corretor especializado em planos de saúde empresariais para ajudá-lo a adotar as medidas necessárias para baixar ou ao menos segurar o custo do seu plano de saúde empresarial.

foto da Renata Paes Leme, corretora especializada em planos de saúde com quase 20 anos de experiência profissional

Contar com os serviços de uma Consultora e Corretora especializada em planos de Saúde – como a Renata Paes Leme – pode fazer toda a diferença em contratar o melhor plano de saúde ou não

Contatos da Renata:
  Celular e WhatsApp: (21) 98414-9273
Clique para acessar o WhatsApp
E-mail: renatapaesleme.saude@hotmail.com  
Telefone: (21) 2101-8400 (Ramal 8458)

Coloque sua opinião e ajude a enriquecer esse debate!