Alternativas aos planos de saúde e ao SUS: cartão desconto e pré-pago

Devido tanto ao mau atendimento e as longas filas do Sistema Único de Saúde (SUS) quanto aos preços elevados dos planos de saúde – para a realidade de boa parte dos brasileiros – surgiram nos últimos anos alternativas a ambos. Atualmente as principais delas são:

  • clínicas populares;
  • cartão de desconto de saúde e;
  • cartão pré-pago de saúde.

Só de usuários de cartões de desconto e cartões pré-pago de saúde já são cerca de 8 milhões de usuários no Brasil, segundo levantamento feito pelo jornal O Estado de São Paulo em Dezembro de 2018.

E essas os cartões não estão sendo oferecidas apenas a pessoas físicas mas também a pessoas jurídicas interessadas em dá-los a seus funcionários – normalmente pequenas e médias empresas. Algumas dão apenas o cartão, outras depositam um valor mensal para que seus funcionários possam pagar consultas e tratamentos.

Vamos falar de cada uma dessas alternativas aos planos de saúde tradicionais e ao SUS, das suas vantagens e desvantagens. Fique atento para não fazer uma escolha errada ao optar por uma delas!

Clínicas populares

São clínicas particulares com preços mais acessíveis. O público alvo dessas clínicas são ex-clientes de planos de saúde que tiveram que cancelar seus contratos devido a não suportarem mais o valor das mensalidades.

O preço da consulta dessas clínicas costuma variar entre R$ 70,00 e R$ 120,00 e algumas já oferecem mais de 40 especialidades. E, dependendo do valor, o custo dos tratamentos pode ser parcelado por elas em algumas vezes.

Desvantagem das clínicas populares

Os serviços prestados pelas clínicas populares resolvem problemas mais simples sem dúvida. Mais nos casos mais complexos – e custosos – muito provavelmente os clientes delas ficarão impossibilitado de arcar financeiramente com as despesas e passarão a depender do SUS com as suas já conhecidas deficiências.

Ao procurar o SUS, esses clientes irão se deparar com outro problema do sistema de saúde no Brasil: como essas clínicas populares não têm ligação com o sistema público, eles terão de começar o tratamento desde o início. Ou seja, terão de aguardar nas longas filas do SUS para refazer a maior parte dos exames e procedimentos…

Cartão de desconto de saúde

Ao optar por esse serviço, o cliente pagar um valor (cujo nome pode variar como “taxa de adesão”, “mensalidade”, “anuidade”, etc..) para uma determinada empresa e recebe dela um cartão de identificação que permite pagar, com desconto, consultas e outros serviços médicos.

A forma de pagamento da consulta e dos outros serviços médicos é negociada entre o cliente e o prestador de serviço, podendo até ser parcelado através de cheque ou cartões.

A mensalidade dessa alternativa ao plano de saúde em geral é baixa – com preços a partir de R$ 14,99.

Os usuários e empresas que oferecem esse serviço vem nessa alternativa  um acesso rápido e em conta para consultas e exames.

Na rede conveniada, que dá descontos aos portadores do cartão, a consulta médica com um clínico-geral sai por volta de R$ 20. 

Desvantagem do cartão de desconto de saúde

O cartão de desconto de saúde não garante acesso ilimitado aos serviços cobertos por um plano de saúde ou pelo SUS. Ele não tem a mesma cobertura de um plano de saúde convencional e sequer possui uma lista mínima de procedimentos cobertos!

O cliente terá sim descontos em consultas e alguns serviços médicos mas quando precisar de um de alto custo, terá de desembolsar a quantia (mesmo com desconto) e a empresa que vendeu o cartão não terá nenhuma responsabilidade.

Nenhuma operadora de plano de saúde pode se associar ou oferecer esse tipo de serviço. 

Além disso esse serviço não é regulado pela ANS. Não existe rol de procedimentos a serem cobertos.

Cartão pré-pago de saúde

Já nessa alternativa, o cliente paga uma quantia (cujo nome pode variar como “taxa de adesão”, “mensalidade”, “anuidade”, etc..) para a empresa que vende o serviço e, além disso, precisa carregar o cartão com um valor livre ou estipulado pela empresa.

Com o valor disponível no cartão ele pode pagar consultas e outros serviços médicos com desconto em profissionais e estabelecimentos indicados pela empresa.

A mensalidade dessa alternativa ao plano de saúde também é baixa – com preços a partir de R$ 14,99. No entanto, tem uma diferença para os cartões de desconto: nessa alternativa é exigida pelas empresas que vendem os cartões que as consultas e os outros serviços médicos sejam pagos com os crédito pré-pagos depositados no cartão.

Os usuários e empresas que oferecem esse serviço vem nessa alternativa ao plano de saúde um acesso rápido e em conta para consultas e exames

Desvantagem do cartão pré-pago de saúde

O cartão pré-pago de saúde não garante acesso ilimitado aos serviços cobertos por um plano de saúde ou pelo SUS. Ele não tem a mesma cobertura de um plano de saúde convencional e sequer possui uma lista mínima de procedimentos cobertos!

O cliente terá um valor que ele pré-carregou em seu cartão para realizar alguns serviços médicos mas quando precisar de um de alto custo, talvez esse valor não seja suficiente para cobri-lo e ele terá de carregar o cartão com o dinheiro necessário para isso. A empresa que vendeu o cartão não terá nenhuma responsabilidade.

Nenhuma operadora de plano de saúde pode se associar ou oferecer esse tipo de serviço. Não seja enganado.

Além disso esse serviço não é regulado pela ANS. Não existe rol de procedimentos a serem cobertos.

foto mostrando Ana Maria Braga seguro um cartão de serviços alternativos aos planos de saúde
Alternativas aos planos de saúde oferecem preços mais em conta mas têm várias limitações: é preciso ter consciência delas antes de optar por uma dessas alternativas

Quando vale a pena utilizar uma alternativa ao plano de saúde

Como o cliente tem de pagar a mensalidade (ou outro nome que a empresa chamar…) e mais as consultas e outros tratamentos, essas alternativas só vão compensar se ela não tiver muitos atendimentos por mês.

E essas alternativas só compensam se o atendimento não for de alta complexidade e não envolver exames de custo elevado como ressonâncias, tomografias, etc..

Problemas comuns a essas alternativas aos planos de saúde

Todas elas procuram explorar os pontos fracos SUS e dos planos de saúde, oferecendo um misto de serviços, mas sem ser um substituto completo para qualquer dos dois.

Elas apresentam atendimento mais rápido do que o SUS sem dúvida. Elas em geral apresentam custos bem inferiores aos planos de saúde também. Mas nãos são boas opções para tratamento de alta complexidade (e altos custos). 

Algumas empresas que oferecem alternativas aos planos de saúde

Fizemos uma pesquisa na Internet e selecionamos algumas empresas que prestam serviços alternativos aos planos de saúde tradicionais, regulados pela ANS.

Em nenhuma hipótese garantimos a qualidade e/ou a idoneidade delas. Antes disso, aconselhamos que quem se interessar pelos serviços delas procure se informar sobre coberturas e limitações, prazo de utilização dos créditos (se houver), etc..

 

Cotar plano de saúde agora!

Voltar ao Guia de Plano de Saúde

Coloque sua opinião e ajude a enriquecer esse debate!