Golpe em plano de saúde: preço baixo e negação de atendimento

O valor da mensalidade cobrada por alguns planos de saúde, principalmente nas faixas etárias mais elevadas (leia-se idosos), não poderia deixar de atrair a atenção de golpistas.  E foi exatamente isso que aconteceu no estado do Espírito Santo. Criou-se um golpe que atingiu centenas de pessoas, principalmente idosos, e muitos deles ficaram sem cobertura quando mais precisavam.

Como era o golpe do plano de saúde

As investigações realizadas identificaram quatro corretores do Espírito Santo e dois no Rio de Janeiro que comercializavam planos de saúde empresariais como se fossem individuais. Para fazer isso, eles criavam empresas de fachada na área de construção civil para poder criar um falso vínculo empregatício com os clientes do plano. É claro, os clientes nada sabiam.

Para dar aparência de legalidade, os golpistas falsificavam assinaturas e chegavam mesmo a cadastrar os clientes no INSS e, em alguns casos, pagar a primeira parcela do FGTS.

Esse golpe é facilitado pela atual realidade do mercado de planos de saúde: grande parte dos planos de saúde atualmente comercializados são coletivos empresariais, apesar do plano de saúde para empresa esconder uma pegadinha.

No golpe, os corretores criavam uma falsa relação de emprego e ofereciam os planos de saúde empresariais como se fossem individuais, com valores menores do que os do mercado. Mas havia mais ainda: as mensalidades dos planos empresariais eram superfaturadas, algumas vezes até mesmo quadruplicando de preço, e mesmo assim ficavam mais baratas do que a de planos individuais. Como o custo era menor, os clientes pagavam.

Para o golpe não ser logo percebido, o pagamento das mensalidades era feito direito para os corretores golpistas através de depósito em conta, dinheiro ou boleto.

Esse seria um golpe contra as operadoras de planos de saúde apenas se não fosse o fato de, em muitas situações, o dinheiro dos clientes não ter sido repassado para a operadora. Quando os clientes foram procurar atendimento, ele era negado pelo plano.

ilustração mostrando golpe em plano de saúde
Golpe em plano de saúde pode tornar o preço da mensalidade barato. O problema é que pode resultar em negação de cobertura

Desconfie de planos de saúde com preços muito baixos

No mercado de planos de saúde não há mágica: quando aparece um plano de saúde barato, ele sempre terá um dos quatro fatores de barateamento: plano coletivo, pequena rede credenciada, pequena abrangência da rede credenciada ou coparticipação.

E agora sabemos que pode ser barato também quando é fruto de golpe contra as operadoras e clientes!

Desconfie de preços muito abaixo do mercado!

Contrate plano de saúde apenas com corretor de confiança

Para evitar surpresas desagradáveis, somente contrate um plano de saúde através de um corretor de confiança. Além ter todas as vantagens de contratar um plano de saúde com um corretor, você não será surpreendido com golpes como esse e correr o risco de ficar sem cobertura.

Mais detalhes do golpe do plano de saúde

Esse golpe está sendo investigado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Espírito Santo. No dia 21/02/2019 foi deflagrada a “Operação Corretagem” com o fim de cumprir mandados de busca e apreensão.

 

Cotar plano de saúde agora!

Voltar ao Guia de Plano de Saúde

Coloque sua opinião e ajude a enriquecer esse debate!